Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

...

ALGUMAS REFLEXÕES

SOBRE OS NOSSOS DOIS TORNEIOS

E SOBRE O DESEMPENHO DOS JOGADORES

DA ESCOLA JOÃO DE MEIRA

 

I TORNEIO SÉNIOR

(veja todas as classificações mais abaixo)

 

Vencedor - Vitorino Ferreira (GD Dias Ferreira, de Matosinhos)

 

O torneio teve a participação de 8 simpáticos jogadores, incluindo uma senhora, todos acompanhantes dos jovens que participaram no torneio sub 20. Reinou a boa disposição e a amizade entre todos os oponentes saiu reforçada. Segundo alguns deles, a classificação foi o que menos contou. Valeu foi o convívio, com desportivismo. Isso mesmo!! Também nós prezamos esses valores. E quem não os prezar...o melhor é não vir mesmo!

 

 

VI TORNEIO ABERTO SUB 20

(veja todas as classificações mais abaixo)

 

 

Vencedor absoluto – Bruno Martins (CX J. Meira)

Vencedora feminina – Marta Alves (Moto Clube do Porto /Alpi Portugal)

           

            O torneio contou com a participação efectiva de 81 jogadores, em representação de 15 clubes; a AA de Coimbra, o Colégio Português e os Galitos, de Aveiro, o Moto Clube do Porto/Alpi Portugal, o GD Dias Ferreira, de Matosinhos, a Escola da Boa Nova, de Leça, o NX Santo Tirso, o CCC Barcelos, o NXVS Cosme-Didáxis e o Operário F C, de V. N. de Famalicão, o Externato Leonardo da Vinci, de Braga, e, de Guimarães, o AMAS, o GX Vila Pouca, a Escola EB 2,3 de Moreira de Cónegos e o nosso clube.

            Infelizmente, vários clubes dos Distritos de Vila Real e de Bragança não puderam vir, por realizarem neste dia os seus distritais absolutos. Também em Odemira se realizou o maior (e mais rico) torneio de semi-rápidas de Portugal. Uma notícia do Xadrez64 avança que neste fim-de-semana cerca de 500 pessoas participaram em vários torneios de xadrez, sinal de que o xadrez está vivo!

            Os nossos dois torneios contribuíram para esse número com cerca de 20% desses amantes do xadrez, sobretudo jovens, o que alimenta a esperança, melhor, a certeza de que o xadrez está bem vivo...e tem um futuro promissor! Por isso nos aventuramos, ano após ano, nesta iniciativa de nos abrirmos não só àqueles que já são nossos amigos de longa data e gostam de nos visitar, mas também àqueles que querem fazer o favor de entrar pela primeira vez nesse grupo de amigos e vir partilhar connosco o gosto e o prazer de jogar xadrez. Por isso, queremos que o nosso torneio seja um momento de convívio entre amigos, pois só os amigos de facto se sentam a uma mesa para conviver, seja através do jogo, mesmo sadiamente competitivo, seja através do mais singelo almoço, como costuma ser nosso apanágio.

            Mas voltemos ao torneio dos jovens...

 

            O grande vencedor foi o nosso Bruno Martins (sub 20), após uma noite de “enterro da gata”, vindo directamente do vale dos lençóis, de onde eu o despertei com um telefonema, precisamente no momento em que os outros concorrentes começavam já a mexer as primeiras peças. Mas os adversários foram dignos vencidos, dando luta até ao último neurónio. Foi também o 1º sub 20, embora o respectivo prémio, face à impossibilidades de acumulação dos prémios, tivesse ido para o João Bastos, do Operário FC.

           

            O sub 20 Bruno Gomes, da Didáxis, foi segundo, com os mesmos 7 pontos do Bruno Martins, mas tinha piores critérios de desempate. Minakov Yaroslav (sub 18), também da Didáxis, foi terceiro, com menos 0.5 pontos.

            Quanto à classificação dos outros jogadores do Clube da João de Meira, destacaram-se os seguintes:

 

- Nuno Martinho classificou-se em 6º lugar com 6 pontos, depois de ter acabado a prova em 5.º, só que, devido a um erro humano (meu, porque a máquina tem sempre razão), só no fim, em vez de na 2ª ronda, se conseguiu dar o meio ponto de bónus do bye que o Nuno Andrade pedira para a 1ª ronda. Aliás, também por esquecimento meu, acabou por ser indevidamente emparceirado nessa primeira ronda, perdendo por falta de comparência (no fundo tratou-se de uma vírgula que deveria ter sido um ponto e só no fim, até porque entretanto esse problema foi esquecido, face à justa reclamação do Andrade, conseguimos intuir a origem desse erro). Assim, o Nuno Andrade, que acabara em 9º lugar, com 6 pontos, subiu para 5.º, com 6,5 pontos, relegando o nosso Nuno Martinho para 6.º lugar. Este erro acabou por beneficiar o Andrade, que jogou sempre com jogadores mais fáceis e acabou por prejudicar os jogadores do 5º ao 8º lugar, que tiveram que descer um lugar na tabela classificativa. A esses apresento mais uma vez as minhas desculpas e louvo-os pelo desportivismo com que aceitaram a situação. O Nuno foi o 1º classificado no escalão sub 16, embora o prémio tenha sido atribuído ao Nuno Silva, da Didáxis.

 

- Stéphane Costa arrancou um excelente 9.º lugar (seria 8º se...), também com 6 pontos, sendo o terceiro jogador da J. Meira. Perdeu apenas com o Nuno Martinho e o sub 20 João Bastos. Foi fundamental a sua vitória no último jogo, contra o pequeno, mas já experimentado Bruno Ribeiro, do AMAS. Aumentou 27 pontos a sua contagem Elo de semi-rápidas. Subiu 16 lugares relativamente à sua posição no ranking inicial do torneio.

 

- Também aluno da nossa escola, mas representando o GX Vila Pouca, Francisco Mota acabou num excelente 10.º lugar da Geral, o primeiro com 5,5 pontos. É exemplar a garra e a determinação com que se vê este sub 14 jogar! E sempre com o pai em cima!! Perdeu com o Bruno Martins e empatou com a Marta Alves. De resto, na 7ª ronda, tal como se comentava na sala, “matou o borrego”, pois finalmente teve uma vitória sobre o pequeno “todo-poderoso” Ivo Dias, da Didáxis. Na última ronda, porém, não conseguiu vencer o “todo-estudioso” sub 14 Miguel Silva, também da Didáxis, um simpatiquíssimo rapaz que obteve um excelente 4.º lugar na Geral. Pena foi que à irmã do Francisco, a Joana Mota (GX Vila Pouca, o torneio não tivesse corrido tão bem; mesmo assim, ficando no 46.º lugar, ainda subiu 14 lugares no ranking inicial e ganhou 33 pontos de Elo.

 

- Por sua vez, Vítor Fernandes foi igual a si próprio, desceu só um lugar relativamente ao ranking, sendo o 13.º na Geral e o 3.º sub 14. Acabou por levar para casa o troféu do 1.º sub 14, por causa da não acumulação dos prémios da Geral com os dos Escalões.

 

- Ricardo Ribeiro não conseguiu igualar o feito do ano passado, em que foi o 4.º da Geral. Desta vez, as coisas correram menos bem e limitou-se ao 14.º lugar, com 5,5 pontos. À quarta ronda só tinha 1,5 pontos. Empatou com a sub 12 Diana Nogueira, do Moto Clube do Porto, e logo a seguir perdeu com o n.º 5 do torneio, Nuno Maio, da Escola da Boa Nova, e com Marta Alves, a 44.ª do Ranking, mas a revelação do torneio (e que estragos andou por aí a fazer esta menina..!). Alguns jogadores esquecem-se que o ELO já não é actualizado há ano e meio e que o seu valor já não corresponde à real valia dos jogadores, que, entretanto, se vão dedicando e evoluindo... Felizmente, o Ricardo conseguiu recuperar e venceu os últimos quatro jogos, conseguindo uma posição mais consentânea com o seu valor. O Ricardo foi o 7.º sub 16, mas acabou por obter o troféu do 2º lugar.

 

- Mário Ribeiro (18.º, com 5 pontos) fez um bom torneio, subindo 6 posições face ao ranking inicial. António Vale (21.º) e João Lima (28.º) estiveram uns furos abaixo do que era esperado, pois desceram respectivamente 7 e 6 lugares relativamente à posição inicial. O Mário e o Vale levaram para casa os troféus do 3.º e 4.º lugar dos sub 16, respectivamente. Outro jogador que se destacou – e já merecia dada a sua persistência e empenho - foi o sub 14 Manuel Afonso Gouveia, que se classificou em 35º lugar, com 4 pontos e arrecadou o 5.º prémio do seu escalão. Subiu 11 lugares no ranking. Parabéns, Manel!

Também o Telmo Gomes, nosso aluno, mas em representação do AMAS, teve uma boa prestação, obtendo o 20.º lugar, com 5 pontos, e o 2.º prémio dos sub 16.

            De todos os jogadores referidos anteriormente, só o João Lima não conseguiu nenhum prémio classificativo.

           

            Quanto aos jogadores mais novos, começamos por referir a boa prestação do sub 12 Rui Dias, 47.º lugar, com a metade dos pontos possíveis e que só por uma unha negra não arrecadou um prémio no seu escalão; o sub 14 Diogo Pinto também foi igual a si próprio, ficando em 48.º lugar com 4 pontos.

           

            Mas nos mais novos, o destaque maior pertence sem dúvida ao nosso menino sub 10, Diogo Costa, filho da Professora Rosário Teixeira e aluno da Escola EB 1 de Oliveira do Castelo. Foi simplesmente o campeão do seu escalão, com 4 pontos, o que premeia o seu gosto pelo xadrez, apesar de não poder frequentar a actividade na sua escola. Parabéns, Diogo! És o nosso futuro... se não te perderes pelo futebol, como o teu irmão!

           

            A sub 10 Joana Fernandes, da Escola de Oliveira do Castelo, é outro destaque pela obtenção do 4º lugar no seu escalão. Ficou coladinha ao seu irmão António Fernandes (GX Vila Pouca), que, se não se cuida, daqui a algum tempo vai tê-la sempre à perna. Força, Joana!

 

            Por último, mas não em último lugar no meu apreço, quero destacar de uma assentada todos os outros participantes do nosso clube, os mais pequeninos, quer em idade, quer em tempo de dedicação e conhecimentos sobre xadrez, aqueles que tiveram a coragem e o prazer de participar, aqueles que nunca se escondem em desculpas “esfarrapadas”, mesmo conscientes de que sobre xadrez ainda sabem muito pouco e que perderiam muito jogos. Só espero é que não se deixem desanimar pelas poucas vitórias, ou vencer pelo comodismo e pela tentação de ficar em casa, ou por desafios muito mais fáceis – e hoje são tantos os desafios mais fáceis e atractivos, até para os mais velhos -, como acontece a muitos outros que nem sequer se deram ao trabalho de comparecer, alguns deles nem sequer se importando de não colocar a cereja  em cima do bolo, tal seria a sua participação neste torneio, a conclusão lógica e mais gratificante de um caminho já feito até aqui, mas pelos vistos não concluído da melhor maneira. E foram tantos os que faltaram à chamada... Mas nestas faltam também devo chamar os pais à pedra...

            Quero, por isso, destacar a participação corajosa e empenhada dos restantes meninos das escolas do nosso agrupamento:

 

            - da EB 2,3 João de Meira, os sub 12 António Mesquita e Gonçalo Costa (ambos com 3 pontos) e ainda a regressada Inês Andrade (2,5 pontos), embora representando o GX Vila Pouca;

            - da Escola EB 1 de S. Roque, o sub 10 Gil Dinis, o sub 08 João Dias (ambos com 3 pontos), o sub 10 Ricardo Pereira (2 pontos) e ainda os irmãos Francisco e Gonçalo Brandão (ambos com 3 pontos), estes em representação do GX Vila Pouca;

            - finalmente, da Escola EB 1 de Oliveira do Castelo, a sub 10 Maria Jesus Mesquita (2,5 pontos) os sub 10 Pedro Fonseca, Ana F. Castro, Francisco Milheiro (todos com 2 pontos), o João Valoura (1 ponto) e ainda o  Rui Guise (2 pontos – AMAS) e o Rui Andrade (3 pontos – GX Vila Pouca).

            A todos estes alunos, os meus parabéns pela sua corajosa participação, pois isto de passar um dia inteiro a jogar xadrez não é certamente para todos: é só para os mais fortes e determinados.

 

            Colectivamente, dou os parabéns à Didáxis: foi a mais forte e competente das equipas presentes (26 pontos). Ganhou folgadamente com mais 1,5 pontos que a equipa da João de Meira, classificada em segundo lugar (24,5 pontos). Em 3.ºlugar classificou-se a equipa do Moto Clube do Porto, com 20 pontos. À J. Meira faltou o regular desempenho do Ricardo, pois com ele nos seus dias bons, talvez tivéssemos dado mais luta!

            Uma palavra de apreço pelos nossos amigos do Dias Ferreira, que apesar de impossibilitados de apresentarem uma equipa forte, capaz de defender o título alcançado nos anos anteriores, não quiseram deixar de estar presentes. Ao contrário do que é costume, a Didáxis apresentou-se apenas com 7 jogadores, talvez todos os seus jogadores mais fortes do momento, que se inscreveram por cunho próprio, um gesto, certamente feito de coragem e de autenticidade, um gesto que registamos, seja qual for o significado que nele se queira ver (ou não). O que nos apraz registar também, e sobretudo, é o são convívio e a camaradagem entre todos, apesar das rivalidades – sã rivalidade, acrescento eu -  na procura dos mesmos objectivos, convívio que passa pela reflexão conjunta de partidas inteiras ou deste ou daquele lance em particular, pela troca de materiais, pelas conversas no Messenger, etc, etc, enfim, algo muito bonito de se ver e que a algumas pessoas parece incomodar, pois gostariam de ver o contrário e, assim, alimentarem  as sua inconfessáveis e duvidosas motivações. Grande a lição dada por estes jovens!

 

            AGRADECIMENTOS

 

            As instituições que me desculpem, mas o meu primeiro acto de gratidão tem de ir para uma pessoa, o Sr. Aníbal Mota, que tem sido incansável, de uma generosidade e disponibilidade insuperáveis na ajuda que me tem dado ao longo dos últimos tempos, quer nas viagens para os torneios de xadrez quer na preparação e arrumação da logística dos vários torneios que tenho organizado, principalmente as várias jornadas da fase final dos distritais de jovens e, agora, o VI Torneio Aberto: e toda esta colaboração tem mais valor quando se sabe que, embora um dos seus dois filhos seja aluno da nossa escola, nenhum deles pertence ao nosso clube de xadrez federado. Muito obrigado, Sr. Aníbal.

             Agradeço também ao Sr. António Fernandes pela generosa oferta dos atoalhados para cobrir as mesas de jogo, dando-se, assim, uma maior dignidade e qualidade estética às mesmas.

            Agradeço ainda o apoio recebido da Câmara Municipal de Guimarães e do seu Departamento de Turismo, das Juntas de Freguesia da Costa, de Oliveira do Castelo, de São Sebastião e de São Paio, do Instituto Português da Juventude, das Associações de Pais e Encarregados de Educação da Escola EB 2,3 João de Meira e da Escola EB 1 Oliveira do Castelo, do Continente de Guimarães, bem como de algumas empresas fornecedoras da escola, nomeadamente, as Padarias / Pastelarias das Trinas e das Dominicas, a Lardomus, os Vinhos J. Antunes e a empresa de troféus João Machado e C.a, L.da. Não posso deixar de agradecer também aos árbitros que connosco colaboraram, o Sr. Avelino Ribeiro, do Operário FC, de Famalicão, e o professor Carlos Dias, do Externato Leonardo da Vinci, de Braga, que cumpriram de forma excelente a sua função. Agradeço também ao pessoal da cozinha da escola, que confeccionou e serviu um óptimo e delicioso almoço, bem como ao simpático casal Santos, de Aveiro, que colaborou na preparação do lanche da tarde.

            A todos um sincero e sentido OBRIGADO!

            Fica a promessa de que para o ano continuaremos a abrir as portas aos nossos amigos!

Professor João Martinho.

publicado por xadrezjmeira às 01:13
link do post | comentar | favorito

.Apoios

Agradecemos à padaria das Trinas o apoio dado aos nossos atletas

.pesquisar

 

.posts recentes

. INFORMAÇÃO - CANCELAMENTO...

. TORNEIOS ANUAIS 2013

. BOAS FESTAS!

. VI TORNEIO INTERNACIONAL ...

. Campeonatos Europeus de J...

. Campeonatos Europeus de J...

. Campeonatos Europeus de J...

. Campeonatos Europeus de J...

. Campeonatos Europeus de J...

. Campeonatos Europeus de J...

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

. Junho 2013

. Dezembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Dezembro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2008

. Março 2008

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.links

.Tags

. todas as tags

.Crescer com Táctica

Mais exercícios de xadrez, aqui...

.subscrever feeds